cadernocartaz

gilberto tomé

este trabalho resulta de um projeto aprovado pelo programa de ação cultural da secretaria de estado da cultura de são paulo em 2006 e desenvolvido em 2007. ¶ além de constituir-se numa visão pessoal da cidade de são paulo e de sua gráfica (entendida como todos os sinais, verbais e não verbais, impressos ou não, “oficiais” ou “clandestinos”, que circulam nas ruas ou estampam os espaços públicos, como os cartazes, outdoors, letreiros, grafites, pichações etc), esse trabalho foi feito no momento em que a municipalidade redimensionava o uso de publicidades e sinalizações no ambiente urbano. ¶ marcas, sinais, símbolos, letras, palavras e figuras da paisagem paulistana são o tema desta publicação, lançada simultaneamente em dois formatos distintos: impressa em folhas grandes, no tamanho dos cartazes de rua, e em versão reduzida, como um gibi. são 12 imagens estampadas sobre 12 folhas impressas nos dois lados do papel, como páginas de um caderno. as gráficas escolhidas para impressão desse material são especializadas na produção de cartazes de rua, a que se deve o caráter “rústico” das impressões. ¶ nessa versão em grande formato, a impressão colorida (excetuando-se o preto) foi feita a partir de matrizes de xilogravura, numa tipografia especializada em produção de cartazes “lambe-lambe”. sobrepondo-se à impressão tipográfica, foram impressas em serigrafia as imagens em preto que funcionam como chave tonal da composição. algumas folhas são impressas somente em serigrafia, sempre sobre papéis simples (normalmente usados para embrulho ou na produção de envelopes ou impressos comuns) de diferentes cores. algumas das imagens foram ampliadas, divididas em 4 folhas de papel, o que confere ao caderno a possibilidade de ser manuseado e “desmembrado” para se poder “remontar” as paisagens ou cenas. ¶ fragmentadas em diversas folhas, as imagens permitem leituras e narrativas variadas quando colocadas abertas lado a lado ou dobradas e justapostas no caderno, conforme o ordenamento ou agrupamento que se faça com elas. a apresentação deste trabalho implica na visão a diferentes distâncias, ora na leitura mais “íntima” que se faz do fragmento no caderno, ora na apreciação da visão geral, quando as folhas se apresentam abertas, coladas num painel ou, de forma similar, simplesmente espalhadas sobre uma grande superfície.

gilberto tomé

gilberto tomé

caderno cartaz

gilberto tomé

gilberto tomé

caderno cartaz

caderno cartaz de gilberto tomé

cartazes colados em painel no sesc pompéia, na exposição “recortar e colar, ctrl c ctrl v”, formato 10,00 x 3,00 m, 2007

caderno cartaz de gilberto tomé

painel na mostra cidade e cultura: dimensões contemporâneas, estação cultura, usp são carlos, sp; formato 8,00 x 2,10 m,  2007

caderno cartaz de gilberto tomé

cartazes colados em painel na mostra 4ª bienal de gravura de santo andré, santo andré, sp; formato 3,60 x 1,20 m, 2007

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: